Voltar ao topo

Blog OCF

Dr. Lucas van de Sande Silveira (CRM-SC 12.532)
Diretor Técnico da Oncologia Clínica Florianópolis

1. Imunoterapia

A imunoterapia é um tipo de tratamento biológico que tem como objetivo potencializar o sistema imunológico de maneira a que este possa combater infecções e outras doenças como o câncer. Considerada uma das mais importantes áreas de pesquisa de saúde atualmente, a imuno-oncologia foi reconhecida, em 2017, como o maior avanço do ano contra o câncer pela Sociedade Americana de Oncologia Clínica. A imunoterapia é um tratamento contra o câncer que usa o próprio sistema imunológico da pessoa para lutar contra o câncer. O sistema imunológico consiste de células, tecidos e órgãos que protegem o corpo contra doenças e infecções. O sistema imunológico age através de uma série de ações chamadas resposta imunológica. Na resposta imunológica, o corpo reconhece alguma coisa nociva que não deveria estar lá (um antígeno, a célula do câncer por exemplo) e o corpo produz anticorpos e células que atacam e destroem os antígenos (a célula do câncer).

2. Quimioterapia

A quimioterapia é um tratamento utilizado amplamente contra o câncer. Estes medicamentos podem ser utilizados pela via intravenosa (veia), intra-muscular (músculo), sub-cutânea (embaixo da pele) ou via oral (comprimido/cápsula) e são levados a todas as partes do corpo, destruindo as células doentes que estão formando o tumor e impedindo, também, que se espalhem. Consiste na aplicação de drogas que prejudicam ou impedem a mitose (divisão) celular, retardando e/ou destruindo o crescimento do câncer. Como a droga não é direcionada unicamente às células cancerígenas, muitas células sadias são atingidas, principalmente as que de forma natural se multiplicam rapidamente, causando efeitos colaterais.

3. Hormonioterapia

 A hormonioterapia é uma das formas também utilizadas para tratar pessoas com câncer. O corpo humano é feito de trilhões de células e todas elas trabalham juntas para manter a vida do corpo. Entretanto, elas precisam se comunicar para que tudo isso ocorra da melhor forma possível. Isso é feito através de substâncias naturais chamadas de hormônios. Muitos cânceres surgem em locais que são estimulados normalmente por estes hormônios, como a mama e a próstata. Mas as células do câncer usam estes hormônios para estimular o seu crescimento e avanço. A hormonioterapia é um tratamento que utiliza remédios para bloquear a ação desses hormônios e evitar que eles estimulem as células do câncer a crescer.

4. Terapia Alvo

A terapia alvo é um tipo de tratamento que surgiu através do melhor entendimento da ação dos genes, das proteínas e de outras moléculas presentes nas células tumorais, criando o conceito da terapia personalizada. Esses medicamentos são compostos de substâncias que foram desenvolvidas para identificar e atacar características específicas das células cancerígenas, bloqueando assim o crescimento e a disseminação do câncer.

Estas múltiplas modalidades terapêuticas são utilizadas através da avaliação do oncologista clínica conforme o sítio primário da doença (onde começou o câncer), o seu sub-tipo do tumor (analisado conforme o estudo do material da biópsia), o estadiamento (classificação de como a doença se encontra) e características individuais de cada paciente. Estes tratamentos podem ser únicos, associados ou em sequência.


Referencias bibliográficas:

www.hcancerbarretos.com.br

www.oncoguia.org.br

www.inca.gov.br