Oncologia Clínica Florianópolis

Dr. Luiz Alberto Silveira - Oncologista Clínico / Diretor Técnico
Dr. Lucas Van de Sande Silveira - Oncologista Clínico / Diretor Clínico

Rua Dom Joaquim 885, 4ºandar
(48) 3364 1196 Administração

(48) 3229 0155 Recepção

A Oncologia Clínica Florianópolis oferece serviços oncológicos com excelência técnica e atendimento solidário, prezando pelo compromisso obstinado com a cura e qualidade de vida dos pacientes.

Resumo ASCO 2017

 

Estudo aponta para maior taxa de cura e de sobrevida para pacientes com câncer de estômago submetidos a nova combinação de quimioterapia antes e depois da cirurgia

            No último dia 03 de junho, durante a apresentação oral na sessão de tumores do trato digestivo alto do encontro anual da ASCO (Sociedade Americana de Oncologia Clínica), foram apresentados os resultados do estudo FLOT4-AIO.

Até antes deste trabalho, o tratamento habitual de pacientes com câncer de estômago e transição esofagogástrica sem metástases envolvia a realização de 3 ciclos de quimioterapia com o esquema ECF (Epirrubicina + Cisplatina + 5-Fluorouracil) – ou esquemas semelhantes – seguidos de cirurgia do estômago e então mais 3 ciclos de quimioterapia. A despeito desta estratégia de tratamento ter demonstrado benefícios em relação à realização da cirurgia isoladamente, os desfechos dos pacientes ainda permaneciam ruins, com apenas cerca de 35% dos pacientes tratados neste cenário vivos em 5 anos. Muitos foram os estudos que procuraram melhorar estes desfechos, porém sem benefícios significativos.

Leia mais...
 

Vida sexual e reprodutiva no contexto de um tratamento contra o câncer


Avanços no tratamento oncológico trazem perspectiva de sobrevida aos pacientes, abrindo espaço para vida sexual plena e aspirações de ter filhos

                  A vida sexual da grande maioria dos pacientes com câncer acaba sofrendo algum impacto, em função da própria doença ou de seu tratamento. Isso costuma ocorrer independentemente de como costumava ser antes do diagnóstico. Isso acontece por vários motivos, de natureza física e emocional. Não só a disposição para o sexo costuma se alterar, mas também a doença e os tratamentos podem dificultar, ou até impossibilitar, as práticas sexuais a que os parceiros estavam acostumados antes do câncer. Aceitar as mudanças de libido, reconhecer as limitações físicas e buscar alternativas para a vida sexual são passos importantes para garantir a qualidade de vida durante o tratamento. 

Leia mais...
 

O Atendimento Psicoterapêutico


No momento presente é imprescindível reconhecer a inter-relação entre a soma (corpo) e a psique, dentro do estudo analítico. Mesmo considerando uma tarefa minuciosa, o olhar terapêutico deve estar direcionado para todas as variáveis envolvidas e atuantes e não uma simples visão da lei de causa e efeito.

É importante construir um ouvir terapêutico para tentar compreender essa dor psíquica que a (o) paciente fala, como classifica-la e como ele, sujeito, a sente. Essa dor poderá dar origem a uma dor física ou, ao contrário, a dor física dará origem a dor psíquica. Importante também neste ponto inserir a leitura do corpo, e lembre-se de o que se lê, leitura corporal, nem sempre é denominação idêntica do real.

Na visão da psicossomática, a doença decorre da insatisfação ou infelicidade do sujeito em relação a si próprio, a maneira que está conduzindo sua vida, ou ainda a rejeição de seus prazeres, dentro da lei natural.

Não obedecendo às suas necessidades, burlando seus desejos, começa a existir uma distorção do eu provocando a natureza. Esta se revolta e exige uma reparação, um chamado ao retorno, isto é: volte ao início, use o caminho conhecido como contraste e tente transformá-lo em um novo recomeço.

Leia mais...
 


<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 Próximo > Fim >>

Página 1 de 6
joomla wellnessLorem Ipsum has been the industry's standard dummy text ever since the 1500s...
Heeey, this is poll in the drop-down menu?!